segunda-feira, 24 de outubro de 2011

“Dividocracia”: as dívidas odiosas começam a ser questinadas?

(Grécia, 2011, 74 min. -Direção: Katerina Kitidi e Aris Hatzistefanou)



Este documentário expõe a crueldade que move o neoliberalismo em seu afã por ganhar cada vez mais às custas do sacrifício de todos os demais setores da população. Ele também deixa claro que, com a decidida mobilização das maiorias populares, o monstruoso aparato financeiro pode ser derrotado. Vemos como as políticas econômicas neoliberais impostas pelos agentes financeiros da UE levam à bancarrota os países de sua periferia e os deixam maniatados às decisões das grandes corporações financeiras extranacionais. O interesse primordial é sempre a defesa dos ganhos dos grandes grupos financeiros dos países mais fortes, principalmente da Alemanha, em detrimento das maiorias populares dos países de segunda linha como Grécia e Irlanda.


O filme também nos mostra que é possível enfrentar com êxito às pressões dos aparelhos a serviço do capital financeiro mundial (FMI, Banco Mundial, etc.) quando os governantes do país ameaçado têm suficiente dignidade para colocar em primeiro lugar a satisfação das necessidades de seu povo, e não a obsessão por lucros dos magnatas financeiros. É o caso do Equador dirigido por Rafael Correa.


Este documentário expõe a crueldade que move o neoliberalismo em seu afã por favorecer cada vez mais os conglomerados financeiros às custas do sacrifício de todos os demais setores da população. Ele também deixa claro que, com a decidida mobilização das maiorias populares, o monstruoso aparato financeiro pode ser derrotado


Site Oficial: http://www.debtocracy.gr/
Download:
Torrent
Legendas pt-br 


Ou assista diretamente em parte única aqui


Agradecimentos à Juliana Mendes Svete, João Costa, Celestino Cele, Cristiane Adiala e Jair de Souza pela sugestão e links.

Um comentário:

  1. Baixar o Documentário - Dividocracia - Documentário que revela a crise econômico-social pela qual passam os países periféricos da União Europeia, em especial a Grécia - http://mcaf.ee/r2fzs

    ResponderExcluir