quarta-feira, 14 de julho de 2010

Lula diz que quer prioridade para acordo entre Brasil e União Européia

Realizada no Itamaraty a Cúpula Brasil-União Européia. O presidente do Senado, José Sarney, participou de almoço em homenagem aos presidentes da Comissão Europeia e do Conselho Europeu

Yara Aquino - Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje (14) que as negociações para um acordo de associação entre o Mercosul e a União Europeia serão prioridade durante o tempo em que ele exercer a presidência pro tempore do bloco. Lula estará na presidência do Mercosul durante o segundo semestre deste ano. Ele fez a afirmação durante entrevista coletiva ao lado dos presidentes da Comissão Europeia, Durão Barroso, e do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, após participar da 4ª Cúpula Brasil-União Europeia. “Queremos avançar para concluir um acordo de associação entre o Mercosul e a União Europeia. Mais do que uma discussão sobre tarifas e subsídios, esse passo sinalizará o compromisso de ambos os blocos com a criação de oportunidades de comércio e investimentos”, disse.


O presidente lembrou, no entanto, que terá pela frente a difícil tarefa de romper as resistências que o acordo entre os dois blocos enfrenta de governantes e também de setores da economia de países que integram a União Europeia, especialmente a área agrícola, que teme a entrada de produtos mais baratos em seus mercados. De acordo com o presidente, existe sempre pode ter um ou outro setor da economia que não fica contente. Para setores que se sintam prejudicados, é preciso criar alguma compensação para evitar que ele desapareça, disse Lula.Durão Barroso afirmou que o acordo pode trazer vantagens para os dois blocos, mas reconheceu que há questões sensíveis e que as negociações não serão fáceis. “São 27 países na União Europeia. Por isso, esperamos que o Mercosul avance com uma oferta que também corresponda a nossas ambições, ou seja, que possamos apresentar aos 27 estados membros da União Europeia uma proposta que globalmente seja muito positiva e que responda também às preocupações dos que se sintam mais afetados”, afirmou o presidente da União Europeia.O Brasil e a União Europeia firmaram acordo na área de segurança aérea que, segundo o presidente Lula, abrirá os céus da Europa para os produtos aeronáuticos brasileiros. Também foi assinado acordo na área de aviação civil. “Esses acordos vão proporcionar que mais companhias aéreas voem para o Brasil e maior intercâmbio de produtos aeronáuticos”, disse Durão Barroso.

Notas do Itamaraty à imprensa:

nº 447 - 14/07/2010 Carta de Intenções entre o Brasil e a União Europeia sobre Colaboração em Processos Eleitorais – Bruxelas, 14 de julho de 2010

nº 446 - 14/07/2010 Declaração Conjunta Brasil - União Europeia - Moçambique relativa à Parceria para o Desenvolvimento Sustentável de Bioenergia

nº 445 - 14/07/2010 Atos assinados por ocasião da IV Cúpula Brasil - União Europeia - Brasília, 14 julho de 2010

nº 444 - 14/07/2010 IV Cúpula Brasil- União Europeia - Declaração Conjunta Brasília, 14 julho de 2010

nº 443 - 14/07/2010 Assistência humanitária ao Iraque / Humanitarian Aid to Iraq

Confira o vídeo da TV Senado sobre o assunto:

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário