segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Jornalismo seletivo...

1/3 dos senadores é alvo de inquérito ou ação na Justiça

da Folha Online

Um terço dos senadores brasileiros é alvo de inquéritos, ações penais no STF (Supremo Tribunal Federal) ou acusações de irregularidades eleitorais ou cíveis, informa reportagem de Fernando Barros de Mello e Pedro Dias Leite, publicada nesta segunda-feira pela Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal). Segundo a reportagem, dados de diversos tribunais do país apontam que 27 dos 81 senadores do país enfrentam algum caso na Justiça. O cálculo não leva em conta litígios de natureza particular ou movidos apenas por adversários políticos. A revelação ocorre num momento em que o Senado enfrenta uma das piores crises de sua história, na esteira de uma série de denúncias contra seu presidente, o senador José Sarney (PMDB-AP).

Dos 27 senadores com ocorrências na Justiça, 10 são da oposição e 17 da base aliada. O partido com maior número de senadores citados na Justiça é o PMDB, 8 de uma bancada de 19 congressistas (42%). Do total de senadores com ocorrências na Justiça, cinco são suplentes que assumiram o cargo com a saída do titular. Os senadores ouvidos pela Folha negam as acusações levantadas em processos ou investigações judiciais.


Uma sugestão de pauta diante da omissão da matéria acima...

A "Folha Serrista de S. Paulo" de hoje, como se pode constatar acima, escancara em letras garrafais sua principal manchete: “ 1/3 dos senadores é alvo de inquérito ou ação na Justiça”. Como a bola da vez é José Sarney, omitem de forma explícita a ausência do senador na lista. Se fosse o caso contrário é fácil imaginar qual seria a manchete de 1º página: “Sarney é um dos 27 senadores que responde a processo na Justiça”. Mas já que a Folha está tão interessada em investigar de forma ampla e irrestrita o Senado Federal, sugerimos como pauta inicial fazer duas outras listinhas: a dos senadores que usaram indevidamente suas passagens aéreas e daqueles que incorreram em desvios no uso da verba indenizatória. Dá para avisar antecipadamente que não encontrão o nome do senador José Sarney em nenhum dos casos. Não precisa citar, mas pelo menos registrar que a utilização das passagens aéreas foi devidamente normatizada por determinação de Sarney, trazendo redução de custos significativa para a Casa, assim como o uso da Verba Indenizatória , que além de regularizada, agora conta com divulgação mensal dos gastos de cada senador no Portal da Transparência do Senado, também viabilizada em Ato assinado pelo presidente da Casa.

Um comentário:

  1. Oi, estou conhecendo seu blog, e quero lhe desejar uma boa semana.
    bjsss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir